compra de imóveis em MiamiPensando em melhorar seus investimentos e aproveitar as chances para ter um imóvel para chamar de seu no exterior? Claro, as oportunidades para a compra de imóveis em Miami são ótimas, tanto que os brasileiros são os que mais compram imóveis no sul da Flórida, como mostra pesquisa do “Profile of International Home Buyers Florida”.

Apesar das facilidades de valores e juros mais baixos e melhor qualidade de vida, investir em solo americano tem lá sua burocracia – ainda que muito  menor do que por aqui. Então preste atenção e guarde este guia para compra e venda de imóveis em Miami e se organize para fazer parte desse bem sucedido grupo de investidores.

Primeiros passos para compra de imóveis à vista em Miami

Para começar, é preciso reunir os documentos exigidos pela legislação americana: passaporte com visto válido e cópia das páginas 1 e 2 e da que tem o visto, e comprovação de renda coerente com o valor do imóvel que você escolheu através de extrato bancário ou demonstrativo de aplicação financeira. E só. Agora é conhecer o processo para fazer a remessa de valores e de compra à vista e a prazo.

Depois que você escolher o imóvel, deve enviar o valor correspondente à compra à vista para os Estados Unidos. Neste caso, a regras são definidas pelo Banco Central Brasileiro, que cobra apenas 0,38% de IOF sobre o valor transferido.

Esse valor é enviado então a uma conta “Escrow” do cartório americano que praticamente fará todo o restante do processo. Essa conta Escrow é na verdade uma espécie de conta-caução, uma garantia prevista em um contrato ou acordo comercial sob responsabilidade de um terceiro até que ambas as partes cumpram as cláusulas previstas nesse acordo.

A partir daí o cartório escolhido vai fazer a verificação legal de vendedor e comprador, preparar a documentação de transferência e efetuar o pagamento apenas após a assinatura do vendedor.

Essas Title Companies, formadas por advogados licenciados para atuarem no mercado imobiliário americano, são responsáveis hoje por praticamente todos os negócios imobiliários nos EUA e pela legalidade das transações.

Como comprar imóvel financiado em Miami

Não há dúvidas de que as condições são muito mais atrativas para a compra de imóveis a vista em Miami, mas também o financiamento imobiliário para estrangeiro também é possível em algumas instituições financeiras de forma bem simples.

Nesse caso, é preciso, antes de mais nada, que o imóvel escolhido esteja qualificado para o financiamento, o que nem todos estão.

A documentação necessária é passaporte com visto válido e cópia das páginas 1, 2 e 3, além da página com o visto, ter uma conta bancária nos Estados Unidos, carta do contador, cópia dos últimos dois anos de Imposto de Renda de pessoa física e jurídica se houver.

É necessário apresentar também cópia dos últimos 3 extratos bancários e prova dos valores: valor da entrada mais 6 meses correspondentes às prestações do financiamento em conta ou aplicação nos Estados Unidos. A declaração do IR também serve como comprovante de renda.

O investidor deverá então ter seu cadastro aprovado pelo banco e dar uma entrada entre 30% e 40% do valor do imóvel, com financiamento em até 30 anos com juros entre 3,5% e 6%, dependendo do pacote contratado. É bom lembrar que as condições podem variar de acordo com o banco.

Não há compra de imóveis em Miami sem intermediação de um corretor

Ao contrário do que ocorre no Brasil, a burocracia tem prazos bastante rígidos nos Estados Unidos e não há qualquer transação imobiliária sem a intermediação de um corretor de imóveis.

Mas se você pensa que é complicado abrir uma conta bancária nos EUA, muito se engana. Basta cópia do passaporte e do visto americano, depósito em dinheiro, como na maioria das políticas das instituições financeiras de lá, e a indicação de um corretor imobiliário.

Se a compra de um imóvel em Miami for apenas um investimento, em alguns casos é possível aluga-lo. No entanto, como a locação não é permitida em todas as áreas, é interessante conversar sobre essa possibilidade com um corretor especializado, que indicará os setores em que os imóveis podem ser alugados.

Nesse caso, a imobiliária se encarrega da administração do imóvel mediante uma taxa média de 10% a 30% do valor do aluguel. Ela mesma faz a captação de inquilinos, recebe o aluguel e cuida da manutenção do imóvel. O retorno para o investidor fica entre 3% e 6% ao ano.

Já se a ideia for morar no imóvel, é possível conseguir um visto EB-5, como investidor. Ele permite que empresários estrangeiros invistam entre US$500 mil e US$ 1 milhão em empresas americanas e obtenham o green card de acordo com as regras dos Serviços de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos.

Ainda ficou alguma dúvida sobre a compra de imóveis em Miami? Quer saber mais a respeito? Contate um corretor especializado da Legacy Plus Realty e escolha seu melhor investimento imobiliário!